São Paulo: (11) 2761-1017 - Porto Alegre (51) 3022-7462 - WhatsApp: (51) 99653-3530

Tratamento da atrofia vaginal com Laser MonaLisa

Written by admin on . Posted in Estética Íntima

Tratamento da atrofia vaginal com Laser MonaLisa
Com o avanço da idade o trato genital feminino é particularmente afetado pelo declínio da produção de estrogênio. Cerca de 50% de todas as mulheres após a menopausa referem sintomas típicos de atrofia genital que interferem fortemente na sua experiência sexual e qualidade de vida. Cada vez mais mulheres relativamente jovens e socialmente ativas procuram especialistas com queixas neste sentido.
Como o laser MonaLisaTouch funciona?
Durante a menopausa, os fibroblastos situados na mucosa vaginal reduzem sua atividade, de maneira que não é produzida a quantidade apropriada de colágeno e moléculas necessárias para manter a hidratação do tecido conectivo. A mucosa se torna seca, adelgaçada, menos nutrida e, por alterações no pH, mais suscetível a infecções por microrganismos patogênicos. O laser de CO2 fracionado (neste caso chamado de MonaLisa) atua diretamente sobre as paredes vaginais, estimulando a ativação metabólica dos fibroblastos. Assim, ativa a biossíntese de colágeno e promove a restauração da composição apropriada da matriz extracelular, substância fundamental e teor adequado de água. A mucosa é rejuvenescida, total ou parcialmente, recuperando a funcionalidade que foi perdida tornando-se elástica e umedecida.
O laser MonaLisaTouch é o mesmo laser utilizado para rejuvenescimento ou tratamento da pele?
A radiação laser CO2 é a mesma, entretanto a tecnologia utilizada na aplicação do laser de CO2 vaginal é derivada da experiência em dermatologia. Entretanto, os efeitos da absorção do laser na pele são consideravelmente diferentes dos da mucosa. Por esta razão, foi desenvolvido um sistema com pulso de energia fracionado e específico para este fim. Ao contrário da pele, a aplicação vaginal é indolor, dispensando o uso de anestésicos.
Como é aplicado o Laser MonaLisaTouch?
O laser de CO2 fracionado é aplicado diretamente na parede vaginal, através de um dispositivo especialmente desenvolvidos para a terapia ginecológica. Os parâmetros do tratamento são reavaliados em cada sessão, pois o efeito já pode ser observado a partir da primeira aplicação. Pacientes que não apresentam um grau de atrofia muito intenso geralmente apresentam resultado satisfatório com apenas duas sessões, mas podem ser necessárias maior número de aplicações, especialmente nos casos em que a atrofia se instalou há mais tempo. Geralmente, o intervalo entre as sessões é de 45 a 60 dias. A resposta clínica favorável pode durar um ano ou até mais, se a paciente tem vida sexual ativa. Com o ressurgimento dos sintomas poderá ser realizado novo tratamento.
As aplicações são dolorosas?
Não há dor provocada pelo laser. O desconforto do procedimento de MonaLisa Touch é determinado pela resistência à introdução do equipamento na vagina e depende do grau de atrofia da mucosa, sendo equivalente ao determinado por um exame ginecológico de rotina. Por esta razão, geralmente as pacientes referem alguma queixa somente na primeira aplicação. A aplicação do laser propriamente dita é feita durante a manobra de retirada do equipamento e determina apenas uma leve sensação de aquecimento local. Por ser indolor, o procedimento intravaginal não requer o uso de anestésicos.
Para quem está indicado o MonaLisaTouch?
Esta é uma opção de tratamento não hormonal para mulheres que apresentam algum desconforto secundário ao ressecamento vaginal. Esta condição geralmente está associada com a menopausa, mas também pode acometer mulheres mais jovens no período pós parto ou durante o uso de alguns medicamentos, usualmente indicados para o tratamento da endometriose e do câncer de mama.
Quem não pode realizar este tratamento?
O tratamento está contra-indicado durante a gestação, em mulheres portadoras de doenças sexualmente transmissíveis (especialmente HPV e HIV), infecções genitais, mulheres com alterações no exame citopatológico de colo uterino, que apresentem lesões de colo uterino, vagina ou vulva, nas alterações da coagulação sanguínea e colagenoses. Por esta razão, o tratamento sempre deve ser precedido de uma avaliação médica.Para maiores informações você pode fazer contato pelo WattsApp 51-9653-3530

Tags: , , , , , ,

Aviso Legal

Responsável Técnico Dr. Honório Sampaio Menezes
CRMSP 138615 – CRMRS 11342

Os dados aqui contidos não são aconselhamento, são informações somente de caráter informativo. As informações não devem ser usadas para automedicação, autodiagnóstico e autotratamento.

Facebook

Contato

  • Alameda dos Maracatins 1435 cj 904 Moema
    São Paulo | SP
  • (11) 2761-1017

  • Rua Dom Pedro II
    1220 cj 306 Higienópolis
    Porto Alegre | RS
  • (51) 3022-7462
  • WhatsApp (51) 99653-3530