São Paulo: (11) 2761-1017 - Porto Alegre (51) 3022-7462 - WhatsApp: (51) 99653-3530

Estrutura funcional do Pênis

Estrutura  Funcional  do  Pênis.

Os corpos  cavernosos  e  esponjosos  constituem  a  unidade  funcional  do  pênis. O  pênis  em  corte  transversal  é constituído  por  três  câmaras  funcionais. Os  corpos  cavernosos, que  são  revestidos  por  uma  estruturas  fibroelástica, a  albuginea, são  as  câmaras  que  se  pressurizam  e  dão a sustentação  da  ereção. O  corpo  esponjoso  corre  ventralmente,  justaposto  aos  corpos  cavernosos. O  corpo  esponjoso  funciona  como  um  sistema  de  amortecedores. As  pressões  que  se  desenvolvem  em  seu  interior  variam  de  um  terço  à  metade  da  pressão  que  se  desenvolve  nos  corpos  cavernosos. Em  seu  interior  passa  a  uretra.

A  importância  do  reconhecimento  desta  estrutura  funcional  do  pênis  se  refere  ao  fato  de  que  jamais  devem  ser  puncionadas  com  agulhas, ou  mesmo  com  cânulas  especiais, durante  a  aplicação  de  implantes  sintéticos  ou  biológicos. A  punção  indevida  destas  câmaras  pode  trazer  consequências  funcionais sérias.

Pele  e  Tecido  Subcutâneo  do  pênis.

A  estrutura  da  pele  e  do  tecido  subcutâneo  do  pênis  necessita  de  atenção  especial.

A  pele  vai  sofrendo  diminuição  de  camadas  de  sua  base  em  direção  à  glande, tornando-se  gradativamente  mais  fina, e  na  altura  do  limite  da  transição  para  a  parte  revertida  do  prepúcio  passa  a  ser  uma  área  de  transição  entre  pele  e  mucosa. Isso  lhe  confere  uma  característica  de  um “degrade’’ em  relação  á  sua  espessura, da  base  até  a  extremidade.

Mesmo  na  base  do  pênis, a  pele  é  constituída  basicamente  de  epiderme  e  derme, que  a  esta  altura  ainda  é  bastante  estratificada,sendo  a  hipoderme  praticamente  inexistente. Uma  das características  do  pênis  é  não  possuir  células  gordurosas. Esta  pele  como  que  escorrega  sobre  duas  fáscias, a  vaginal  e a de  Buck. Logo  abaixo  vem  a  albugínea, que  é  o  envoltório dos  corpos  cavernosos.

Constituição  do  Prepúcio.

O  prepúcio  é  constituído  de  um  tecido  subcutâneo  extremamente  elástico  e  rico  em  vasos  linfáticos. Este  conhecimento é fundamental para  entender  que  manipulações, inclusive  pela  bioplastia, podem  ocasionar  linfedemas desproporcionais  á  grandeza  da  agressão. Estando  o  pênis  habitualmente  em  posição  vertical, soma-se  a  esta  tendência  a  força  da  gravidade, que  acentua  a  predisposição  e  retarda  o  andamento  da  resolução.

Inervação  do  pênis.

A  importância  da  inervação  do  pênis  em  relação  à  bioplastia  está  relacionada  à  anestesia. No  dorso, correm  os  dois  troncos  dos  nervos  dorsais  que  no  seu  curso  vão  liberando  seus  ramos. Na  região  ventral, justaposta  ao  corpo  esponjoso, correm  os  dois  nervos  perineais.

Esta  configuração  anatômica  permite  que  com  uma  anestesia  troncular  o  pênis  fique  totalmente  anestesiado,  permitindo  qualquer  procedimento  que  não  se  estenda  além  destes  limites.

Consulte mais detalhes neste site na categoria estética íntima

Aviso Legal

Responsável Técnico Dr. Honório Sampaio Menezes
CRMSP 138615 – CRMRS 11342

Os dados aqui contidos não são aconselhamento, são informações somente de caráter informativo. As informações não devem ser usadas para automedicação, autodiagnóstico e autotratamento.

Facebook

Contato

  • Alameda dos Maracatins 1435 cj 904 Moema
    São Paulo | SP
  • (11) 2761-1017

  • Rua Dom Pedro II
    1220 cj 306 Higienópolis
    Porto Alegre | RS
  • (51) 3022-7462
  • WhatsApp (51) 99653-3530